Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Neomorphus geoffroyi (Temminck, 1820) - Jacu-estalo
Início do conteúdo da página

Aves - Neomorphus geoffroyi (Temminck, 1820) - Jacu-estalo

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Cuculiformes
Cuculidae
Neomorphus geoffroyi (Temminck, 1820)
Jacu-estalo
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
VU
A4c
Justificativa
Neomorphus geoffroyi ocorre desde a Nicarágua, Costa Rica e Panamá à Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Brasil. É uma espécie naturalmente rara. As subespécies que ocorrem no Brasil foram avaliadas como ameaçadas. A maior parte da população da espécie ocorre na Amazônia, sendo a subespécie desse bioma considerada Vulnerável devido à perda de habitat passada e futura (estima-se que haja perda de 17% do habitat entre 2002 e 2014, levando a uma perda populacional superior a 30%, tendo em vista a raridade e sensibilidade da espécie). Considerando que as demais subespécies representam uma pequena parte da população e encontram-se em estado mais crítico que a subpopulação amazônica, com perdas populacionais superiores e até mesmo extinções locais, considera-se que o estado de conservação de N. g. amazonicus reflete aquele da espécie como um todo no Brasil. Assim sendo, N. geoffroyi foi categorizada como Vulnerável (VU) A4c.
Especialistas
Adrian Eisen Rupp, Alexander Charles Lees, André Cordeiro de Luca, Caio Graco Machado Santos, Ciro Ginez Albano, Luciano Moreira Lima, Luís Fábio Silveira, Márcio Amorim Efe, Mário Cohn Haft, Santos D’Angelo Neto, Sidnei de Melo Dantas, Thiago Orsi Laranjeiras, Vítor de Queiroz Piacentini, Weber Andrade de Girão e Silva
Referências
1) Espírito Santo. 2005. Decreto Estadual nº 1.499-R de 13 de junho de 2005. Declara as espécies da fauna e flora silvestres ameaçadas de extinção no estado do Espírito Santo e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Espírito Santo de 16 de junho de 2005: 3-15.
2) Grantsau, R.K.H. 2010. Guia completo para a identificação das aves do Brasil. Parte I. Vento Verde. 624p.
3) Haffer, J. 1977. A systematic review of the neo-tropical Ground-cuckoos (Aves, Neomorphus). Bonner Zoologische Beitraege, 28: 48-76.
4) Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 1999. Plano de Manejo da Reserva Biológica do Gurupi. 285p.
5) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2009a. Plano de Manejo da Floresta Nacional Mapiá-Inauini. 485p.
6) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2009b. Plano de Manejo da Floresta Nacional do Purus. 663p.
7) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2010a. Plano de Manejo da Floresta Nacional do Trairão. 319p.
8) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2010b. Plano de Manejo da Reserva Biológica do Jaru. 299p.
9) IUCN (International Union for Conservation of Nature and Natural Resources). 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Versão 2012.1. www.iucnredlist.org (Acesso em 22/2/2013).
10) Machado, A.B.M.; Martins, C.S. & Drummond, G.M. 2005. Lista da fauna brasileira ameaçada de extinção: incluindo as espécies quase ameaçadas e deficientes em dados. Fundação Biodiversitas. 160p.
11) Payne, R.B. 1997. Family Cuculidae, p.508-607. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Sargatal, J. Handbook of the birds of the world, Vol 4: Sandgrouse to Cuckoos. Lynx Edicions. 679p.
12) Raposo, M.A.; Simon, J.E. & Teixeira, D.M. 2009. Correction of the type locality of Neomorphus geoffroyi (Temminck, 1820), with lectotype designation. Zootaxa, 2176: 65‑68.
13) Sick, H. 1997. Ornitologia brasileira. 3ª. Ed. Nova Fronteira. 912p.
14) Silveira, L.F. 2008. Neomorphus geoffroyi dulcis (Snethlage, 1927). p. 486-487. In: Machado, A.B.M.; Drummond, G.M.; Paglia, A.P. (orgs.). Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção no Brasil. Ministério do Meio Ambiente e Fundação Biodiversitas. v.2, 460p.
15) Stotz, D.F.; Fitzpatrick, J.W; Parker III, T.A. & Moskovits, D.K. 1996. Neotropical Birds: Ecology and Conservation. The University of Chicago Press. 479p.
Fim do conteúdo da página