Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Fauna Brasileira > Espécies Ameaçadas - Lista 2014 > Mamíferos - Panthera onca (Linnaeus, 1758) - Onça-pintada
Início do conteúdo da página

Mamíferos - Panthera onca (Linnaeus, 1758) - Onça-pintada

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Mamíferos
Mammalia
Carnivora
Felidae
Panthera onca (Linnaeus, 1758)
Onça-pintada
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
VU
A2bcd+3cd; C1
IN MMA 003/2003
Justificativa
Panthera onca ocorre em quase todos os biomas brasileiros, com exceção do Pampa, sendo que 50% da área do país ainda é considerada adequada à ocorrência da espécie. Apesar desta ampla distribuição, o tamanho populacional efetivo estimado é menor do que 10.000 indivíduos. As principais ameaças à espécie são a perda e fragmentação de habitat associadas principalmente à expansão agrícola, mineração, implantação de hidrelétricas, ampliação da malha viária e a eliminação de indivíduos por caça ou retaliação por predação de animais domésticos. A diminuição iminente dos remanescentes florestais, resultante das mudanças efetuadas no Código Florestal Brasileiro, também representa uma ameaça à subpopulação de onça-pintada no Brasil. O declínio populacional da espécie em decorrência de perda de habitat associada ao abate de indivíduos foi estimado em aproximadamente 30% nos últimos 27 anos ou três gerações, e um declínio equivalente pode ser projetado para os próximos 27 anos. Portanto, a espécie é categorizada como Vulnerável pelos critérios A2bcd+3cd+C1. Existe conectividade com as subpopulações dos países vizinhos, porém sem trocas significativas que justifiquem uma alteração na categoria indicada para a avaliação brasileira. Assim, a categoria indicada na avaliação regional não foi alterada. As informações sobre a conservação desta espécie foram analisadas separadamente para cada um dos principais biomas brasileiros. Espera-se, com isto, fundamentar políticas de conservação apropriadas a esta espécie em cada região do país (MORATO et al., 2013). Para maiores informações sobre a avaliação da espécie acesse aqui http://www.icmbio.gov.br/revistaeletronica/index.php/BioBR/issue/view/28/showToc
Especialistas
Ronaldo Gonçalves Morato - CENAP/ICMBio,
Beatriz de Mello Beisiegel - CENAP/ICMBio,
Emiliano Esterci Ramalho - Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá,
Cláudia Bueno de Campos - Instituto Pró-Carnívoros,
Ricardo Luiz Pires Boulhosa - Instituto Pró-Carnívoros
Referências
Beisiegel, B.M. 2012. Onças da região do Vale do Ribeira e do Alto Paranapanema. Relatório científico final
apresentado à FAPESP. 55 p.
Bergallo, H.G.; Rocha, C.F.D.; Alves, M.A.S. & Van Sluys, M. 2000. A Fauna ameaçada de extinção do Estado do
Rio de Janeiro. Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 166p.
Bressan, P.M.; Kieruff, M.C.M. & Sugieda, A.M. 2009. A Fauna ameaçada de extinção no Estado de São Paulo.
Fundação Parque Zoológico de São Paulo: Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. 645p.
Cavalcanti, S.M.C. & Gese, E. 2009. Spacial exology and social interactions of jaguars in the southern Pantanal. Journal
of Mammalogy, 90: 935-945.
Crawshaw Jr., P.G. & Quigley, H. 1991. Jaguar spacing, activity, and habitat use in a seasonally flooded environment in
Brazil. Journal of Zoology (London), 223: 357-370.
Cullen Jr.; Abreu, C.K.; Sana, D.A. & Nava, A.F.D. 2005. As onças pintadas como detetives da paisagem no corredor do
Alto Paraná, Brasil. Natureza e Conservação, 3:43-58.
Cullen Jr., L. 2006. Jaguars as landscape detectives for the conservation of Atlantic Forests in Brazil. Tese
(Doutorado em Ecologia). University of Kent, Canterbury.
De Angelo, C.; Paviolo, A. & Di Bitetti, M. 2011. Differential impact of landscape transformation on pumas (Puma concolor)
and jaguars (Panthera onca) in the Upper Paraná Atlantic Forest. Diversity and Distribution, 17: 422-436.
Dickson, B.G. & Beier, P. 2002. Home-range and habitat selection by adult cougars in southern California. Journal of
Wildlife Management, 66: 1235-1245.
Eizirik, E,; Kim, T.; Menotti-Raymond, M.; Crawshaw Jr., P.G.; O´Brien, S.J. & Johnson, W.E. 2001. Phylogeography,
population history and conservation genetics of jaguar (Panthera onca). Molecular Ecology, 10: 65-79.
Ewer, R.F. 1973. The carnivores. Cornell University Press. 494p.
Ferraz, K.M.P.M.B.; Beisiegel, B.M.; Paula, R.C.; Sana, D.A.; Campos, C.B.; Oliveira, T.G. & Desbiez, A.L.J. 2012. How
species distribution models could improve cat species conservation? A case study of jaguars in Brazilian biomes. Cat
News Special Issue, 7: 38-42.
Frankham, R. 2009. Genetic considerations in reintroduction programs for large terrestrial predators. p. 381-387 In:
Hayward, M.K. & Somers, M.J. (eds.). The reintroduction of top order predators. Wiley-Blackwell Publishing.
Guggisberg, C.A.W. 1975. Wild cats of the world. Taplinger Publish Company. 328p.
Hemmer, H. 1979. Gestation period and postnatal development in felids. Carnivore, 2: 90-100.
Hoogesteijn, R. & Mondolfi, E. 1992. The jaguar. Armitano Editores. 183p.
IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), 2003. Lista nacional das
espécies da fauna ameaçadas de extinção. Disponível em: www.mma.gov.br/port/sbf/fauna/index.cfm. Acesso em
29 de maio de 2012.
ICMBIO. 2011. Plano de Ação para a Conservação da Onça-Pintada. Sumário Executivo. ICMBio. 8p.
Indrusiak, C. & Eizirik, E. 2003. Carnívoros. p. 507-533. In: Fontana, C.S.; Bencke, G.A. & Reis, R.E. Livro vermelho
da fauna ameaçada de extinção no Rio Grande do Sul. Edipucrs.
IUCN Standards and Petitions Subcommittee. 2011. Guidelines for using the IUCN red list categories and criteria.
Version 9.0. Disponível em http://www.iucnredlist.org/documents/RedListGuidelines.pdf. Acesso em 18/11/2011.
Kautz, R.; Kawula, R.; Hoctor, T.; Comiskey, J.; Jansen, D.; Jennings, D.; Kasbohm, J.; Mazzotti, F.; McBride, R;
Richardson, L. & Root, K. 2006. How much is enough? Landscape scale conservation for the Florida panther. Biological
Conservation, 130: 118-133.
Larson, S.E. 1997. Taxonomic re-evaluation of the jaguar. Zoo Biology, 16: 107-120.
Machado, A.B.M.; Fonseca, G.A.B.; Machado, R.B.; Aguiar, L.M.S. & Lins, L.V. 1998. Livro vermelho das espécies
ameaçadas de extinção da fauna de Minas Gerais. Fundação Biodiversitas. 605p.
Margarido, T.C.M. & Braga, F.G. 2004. Mamíferos. p. 25-142. In: Mikich, S.B. & Bérnils, R.S. Livro vermelho da fauna
ameaçada no Estado do Paraná. Secretaria Estadual de Meio Ambiente: Instituto Ambiental do Paraná. 763p.
McCain E.B. & Childs J.L. 2008. Evidence of resident jaguars (Panthera onca) in the southwestern United States and the
implications for conservation. Journal of Mammalogy, 89: 1-10.
Mondolfi, E. & Hoogesteijn, R. 1986. Notes on the biology and status of the jaguar in Venezuela. p. 85-123. In: Miller, S.D.
& Everet, D.D (eds.). Cats of the world: biology, conservation and management. National Wildlife Federation.
Morato, R. G.; Beisiegel, B. de M.; Ramalho, E. E.; Campos, C. B. de, Boulhosa, R. L. P. Avaliação do risco de extinção da Onça-pinta anthera onca (Linnaeus, 1758) no Brasil. Revista Científica Biodiversidade Brasileira, 3(1), p. 122-132, 2013. Morato R.G.; Verreschi I.T.; Guimaraes M.A.; Cassaro K.; Pessuti C. & Barnabe R.C. 2004. Seasonal variation in the
endocrine-testicular function of captive jaguars (Panthera onca). Theriogenology, 61: 1273-81.
Morato, R.G.; Campos, C.B.; Paula, R.C. & Ferraz, K.M.P.M.B. submetido. Indentifying high priority conservation areas
and potential corridors for jaguars (Panthera onca) in Caatinga. Biological Conservation. Em análise.
Nascimento, J.L. & Campos, I.B. 2011. Atlas da fauna brasileira ameaçada de extinção em unidades de
conservação federais. ICMBio. 276p.
Nowak, R.M. 1991. Walker´s mammals of the world. The Johns Hopkins University Press. 1.629p.
Nowak, R.M. & Paradiso, J.L. 1983. Walker´s mammals of the world. Johns Hopkins University Press. 793p.
Nowell, K. & Jackson, P. 1996. Wild Cats. IUCN-Cat Specialist Group. 382p.
Passamani, M. & Mendes, S.L. 2007. Espécies da fauna ameaçadas de extinção no Estado do Espírito Santo.
Instituto de Pesquisas da Mata Atlântica. 140p.
Pitman, M.R.P.L.; Oliveira, T.G.; Paula, R.C. & Indrusiak, C. 2002. Manual de identificação, prevenção e controle
de predação por carnívoros. Edições IBAMA. 83p.
Rabinowitz, A. 1999. The present status of jaguars (panther onca) in the southwestern United States. The Southwestern
Naturalist, 44: 96-100.
Rabinowitz, A. & Nottingham, B. 1986. Ecology and behavior of the jaguar in Belize, Central America. Jounal of
Zoology, 210: 149-159.
Rabinowitz, A. & Zeller K.A. 2010. A range-wide model of landscape connectivity and conservation for the jaguar,
Panthera onca. Biological Conservation, 143: 939-945.
Ramalho, E.E. Jaguar population dynamics in the varzea floodplain forest of Mamirauá. Report to WCS Jaguar
Conservation Program.
Rodriguez-Soto, C.; Monroy-Vilchis, O.; Maiorano, L.; Boitani, L.; Faller, J.C.; Briones, M.A.; Nunez, R.; Rosas-Rosas, O.;
Ceballos, G. & Falcucci, A. 2011. Predicting potential distribution of the jaguar (Panthera onca) in Mexico: identification
of priority areas for conservation. Diversity and Distributions, 17: 350-361.
Sanderson, E.W.; Redford, K.; Chetkiewicz, C.H.B.; Medellin, R.A.; Rabinowitz, A.; Robinson, J.G. & Taber, A.B. 2002.
Planing to save a species: the jaguar as a model. Conservation Biology, 16: 58-72.
SEMA-PA (Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Pará), 2007. Resolução no
054 de 24 de outubro de 2007. Diário
Oficial do Estado do Pará.
Seymou, K. 1989. Panthera onca. Mammalian Species, 230: 1-9.
Silveira, L. 2004. Ecologia comparada e conservação da onça-pintada (Panthera onca) e onça parda (Puma concolor)
no Cerrado e Pantanal. Tese (Doutorado em Ecologia). Universidade de Brasília. 240p.
Silveira, L.; Jácomo, A.T.A.; Astete, S.; Sollmann, R.; Tôrres, N.M.; Furtado, M.M. & Marinho-Filho, J. 2009. Density of
the near threatened jaguar Panthera onca in the caatinga of north-eastern Brazil. Oryx, 44: 104-109.
Soisalo, M. & Cavalcanti, S. 2006. Estimating the density of a jaguar population in the Brazilian Pantanal using
camera-traps and capture-recapture sampling in combination with GPS radio-telemetry. Biological Conservation,
25: 487-496.
Sollmann, R.; Torres, N.M. & Silveira, L. 2008. Jaguar conservation in Brazil: the role of protected areas. Cat News,
4: 15-20.
Vaughan, C. 1983. Coyote range expansion in Costa Rica and Panama. Brenesia, 21: 27-32.
Viau, P. 2003. Estudo da função ovariana em fêmeas de onça-pintada mantidas em cativeiro por meio
da extração e quantificação de hormônios esteróides fecais. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária).
Universidade de São Paulo. 98p.
Fim do conteúdo da página